Flexibilização de medidas de isolamento social só depois de nova avaliação no dia 6 de julho

A cada 14 dias, as autoridades sanitárias do Estado e do Município fazem uma avaliação sobre em que situação o Acre está diante da pandemia de coronavirus covid-19. A partir de então, são traçadas as estratégias de enfrentamento da doença, inclusive, sobre as necessidades de maior ou menor taxa de isolamento social.

O médico Oswaldo Leal, presidente do Comitê Municipal de Enfrentamento e Monitoramento de Emergência para Infecção Humana pelo Novo Coronavírus, explicou que a última avaliação se deu no dia 22 de junho, quando foi lançado Pacto Acre sem Covid pelo Governo do Estado.

Osvaldo Leal finalizou na tarde desta quarta-feira, um ciclo de conversa, com setores da economia acreana, para preparar um protocolo de como o estado e o município vão voltar com suas atividades dependendo da faixa de contaminação.

A avaliação do dia 22 indica que o Acre está na faixa vermelha, que é a mais grave e com altos índices de contaminação por covid-19. Em seguida, vêm as faixas laranja e verde. A flexibilização das medidas de isolamento social se dá a partir da mudança de faixa. A nova avaliação, então, se dará no próximo dia 06 de julho.

Para o médico, se a nova avaliação indicar uma faixa diferente da vermelha, toma-se as providências de liberação das atividades autorizadas para essa faixa. Neste sábado se encerra a semana epidemiológica que é medida de domingo a sábado. A partir de então, será feita a consolidação dos números que indicarão em que situação permaneceu o Acre e sua capital, Rio Branco, nos últimos sete dias.

Reportagem/ Demóstenes Nascimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *