Fumaça de queimadas é ameaça de saúde pública no Acre.

A fumaça provocada pelas queimadas tem causado inúmeros problemas à saúde humana. Crianças e idosos são os que mais sofrem, por serem mais sensíveis. As autoridades fazem alerta porque fumaça e coronavirus têm aumentaram os casos de doenças respiratórias.

A lista de problemas provocados pela inalação da fumaça de queimadas florestais é grande. Os mais leves segundo, o coordenador do comitê municipal de enfrentamento a covid-19 Médico Osvaldo Leal são: dor e ardência na garganta, tosse seca, cansaço, falta de ar, dificuldade para respirar, dor de cabeça, rouquidão e lacrimejamento e vermelhidão nos olhos. Os problemas variam de pessoa para pessoa e dependem do tempo de contato com a fumaça.

No geral, a fumaça afeta mais as vias respiratórias, agravando os quadros de doenças prévias, como rinite, asma, bronquite e Doença Pulmonar Obstrutiva. Crianças e idosos são os que mais sofrem, por serem mais sensíveis.

Nos últimos 30 dias, a secretaria municipal de saúde registrou mais de 300 casos de doenças do aparelho respiratório, por causa da pandemia do novo coroanvirus, esse quadro aumentou sensivelmente.

A fumaça tem relação com o aumento da prevalência de infarto, AVCs, e maior risco de câncer, o médico Osvaldo Leal explica.

Reportagem/ Demóstenes nascimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *