Gerente Geral da UPA do 2º Distrito explica demora no atendimento ocorrido na sexta-feira, 01/05

Foto: Aldair Leal / SECOM

A gerente geral da UPA do 2º Distrito Dora Vitorino, por telefone falou com a nossa equipe de reportagem e esclareceu o que o ocorreu na noite de sexta-feira, 01, para que o atendimento ficasse lento: “Infelizmente, as pessoas tiveram que esperar mesmo. Nunca faltou médico na unidade, mas o que houve é que estávamos todos mobilizados em salvar a vida dos pacientes que se encontravam à beira da morte”

Foto: Aldair Leal / SECOM

Dos oito pacientes que tiveram complicações no estado de saúde, apenas um foi a óbito. A gerente faz um apelo a toda a população, que obedeça ao decreto do Governo do Estado e fiquem em casa, pois os profissionais de saúde estão dando o seu melhor para salvar vidas.   

O depoimento de pessoas como a dona Sônia Braga, que teve alta no final de semana e está curada da COVID-19, é como uma injeção de ânimo para os profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao Coronavírus, “somos muito bem tratados por essas mulheres guerreiras, por médicos, enfermeiros, até as moças da limpeza, não tenho o que reclamar…” disse ela.

Reportagem: Simone Oliveira / Chico Galo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *