Governador Tião Viana garante R$ 2,1 bilhões ao Acre

O governador Tião Viana e a chefe do Gabinete Civil, Márcia Regina fizeram nesta terça-feira, 15, ao ministro chefe da Casa Civil da Presidência da República, Aloizio Mercadante, e a outros ministros de Estado um balanço da situação do isolamento do Acre provocado pela grande cheia do Rio Madeira.

“Viemos fazer um balanço dos 64 dias de crise no abastecimento do estado e agradecer o apoio que a presidente Dilma e sua equipe de governo têm dado ao nosso estado”, disse o governador, ao informar que não solicitou recursos novos para o estado, mas apenas o cumprimento do cronograma de liberação dos recursos federais previstos para o estado.

“Não pedimos recursos novos, mas tão somente a liberação dos recursos dos projetos em execução e já conveniados com o governo federal”, acrescentou Márcia Regina, após ouvir o secretário de Planejamento do estado, Márcio Veríssimo, enumerar ao ministro Mercadante os convênios que carecem ainda de liberação de recursos para a total execução dos seus projetos.

Com o vice-presidente da Caixa Econômica Federal, José Henrique Marques da Cruz, responsável pelo atendimento e distribuição de negócios, o governador e a chefe da Casa Civil receberam a boa notícia de que a instituição vai disponibilizar R$ 2,1 bilhões em ações de créditos para todos os tipos de empresas do Acre prejudicadas com o isolamento do estado por causa da cheia do Rio Madeira.

Com prazos e carências ampliados e juros reduzidos, os financiamentos serão direcionados tanto para financiar ações de custeio das pequenas, médias e grandes empresas do estado, quanto para a aquisição de equipamentos que fortaleçam as suas atividades, abaladas com a redução dos produtos e matérias-primas trazidos de fora do estado no período de isolamento.

Hospitais do Into e de Brasileia e o Linhão do Juruá

O governador Tião Viana, a secretária Márcia Regina e a coordenadora de Projetos da Representação do Acre em Brasília, Glaycy Lamoglia, também se encontraram com o novo ministro da Saúde, Arthur Chioro, com quem trataram da ampliação do programa Mais Médicos e da liberação dos recursos necessários para a conclusão do Hospital do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), de Rio Branco, e do Hospital Regional de Brasiléia.

O ministro da Saúde se comprometeu a ampliar ainda mais o número de médicos, que hoje já são 138 a mais contratados pelo Mais Médicos, além de agilizar a liberação da verba para a conclusão dos dois hospitais, considerados por Tião Viana de importância estratégica para ampliar e melhorar ainda mais a qualidade do atendimento de saúde do estado. Convidado pelo governador, Artur Chioro aceitou visitar o Acre para inaugurar os dois hospitais ainda neste primeiro semestre do ano.

O governador e sua equipe também mantiveram audiênca com o ministro das Minas e Energia, Edson Lobão, com quem trataram especificamente do início da construção do Linhão energético que será construído de Sena Madureira a Cruzeiro do Sul, levando energia do Sistema Interligado Nacional (SIN) para os municípios da região do Juruá ligados pela BR-364.

Presente à audiência, o presidente da Eletronorte, Josias Matos de Araújo, informou que tão logo seja expedida a Licença de Instalação, o Linhão começará a ser construído, devendo durar dois anos a conclusão da obra, após a qual os municípios de Manuel Urbano, Feijó, Tarauacá, Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima passarão a contar com a energia confiável e de segurança do sistema nacional.

“Entendemos que essa é uma linha estratégica que vai possibilitar levar energia para a parte longínqua do estado. Estamos preparados para executar essa obra, pois já temos uma empresa contratada, que vai viabilizá-la dentro do cronograma e do prazo previsto pela própria agência reguladora do setor”, assinalou Araújo.

Segundo o presidente da Eletronorte, a execução da obra está dentro do prazo previsto para sua realização. “A região do Juruá é extremamente importante e a Eletronorte tem uma história naquela região, onde atuamos muitos anos gerando energia a partir de usina térmica”, acrescentou o presidente da Eletronorte.

Para Josias Araújo, A Eletronorte também participou da interligação entre Rondônia e o Acre, que viabilizou o melhor atendimento energético do estado, que já conta com um segundo circuito lhe assegurando energia confiável e segura. “Entendemos que, cada vez mais, o Acre vai ter uma energia com mais segurança e mais confiabilidade”, completou.

Agência de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *