Governo e prefeitura auxiliam famílias no retorno às residências

ajuda retorno familias alagadas pra casaCom a vazante do Rio Acre na capital, as famílias atingidas a partir da cota de 16 metros estão autorizadas pela Defesa Civil a voltar para casa. A operação de retorno às residências é coordenada pela prefeitura de Rio Branco, com o apoio do governo do Estado. Mais de 500 famílias que estavam acomodadas em escolas públicas já retornaram.

Soldados do Exército também compõem as equipes de governo que prestam assistência aos desabrigados. Estima-se que mais de duas mil pessoas já tenham retornado para suas residências. Até a última atualização, seis abrigos públicos haviam sido totalmente desocupados.

A Defesa Civil alerta que as famílias não devem retornar por conta própria. É necessário esperar a baixa do nível do rio, uma vez que os 16,21 metros registrados às 15 horas desta quinta-feira, 12, está 2,21 metros acima da cota de transbordamento em Rio Branco.

Retorno à rotina

Jackson Monteiro e a família deixaram o abrigo nesta quinta (Foto: Diego Gurgel/Secom)

O mototaxista Jackson Monteiro, 29, estava havia dez dias abrigado na Escola Estadual Frei Thiago Maria Matiolli. Na manhã desta quinta-feira, Jackson, a mulher e o filho de três anos deixaram o abrigo. “Eu morava alugado em um quarteirão no bairro Bahia Nova. Foi a primeira vez que as águas atingiram minha residência. Como fiquei sem trabalhar, não teremos dinheiro para pagar aluguel, por isso vamos para a casa da minha mãe”, conta.

A mulher do mototaxista, Elisandra Monteira, explica que já fez o cadastro para ser contemplada com uma unidade habitacional por meio do programa Minha Casa, Minha Vida. “A gente foca na expectativa de ganhar a nossa casa própria e sair desse sufoco. Eu nunca tinha visto uma alagação assim”, diz.

O novo endereço do jovem casal será no bairro Jorge Lavocat. A enchente atingiu 53 bairros em Rio Branco. Desses, 40 ainda estão alagados. Além do auxílio no retorno às residências, o governo e a prefeitura realizam megaoperação de limpeza das áreas atingidas pela cheia.

Agência Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *