Governo mantém envio de kits às cidades afetadas pela enchente

Desde o registro da maior enchente já ocorrida no Acre, que afetou mais de 130 mil pessoas, o governo do Estado vem somado esforços e trabalhado de maneira conjunta com o governo federal, prefeituras e entidades diversas para levar a assistência necessária às cidades atingidas.

Além dos recursos liberados às prefeituras, via governo federal, outras doações, como medicamentos, kits de limpeza, colchões, água potável, roupas e alimentos, foram feitas via ministérios e o Acre Solidário. De acordo com informações da equipe técnica responsável por receber e acompanhar o recebimento das doações, o movimento Acre Solidário conseguiu arrecadar quase R$ 600 mil, que estão sendo utilizados para a compra de alimentos e produtos de limpeza para as famílias.

Além disso, o movimento recebeu 21 toneladas em doações de alimentos e kits de limpeza. Cerca de 50 mil peças de roupas também foram arrecadadas.

Apoio do governo federal

O governo encaminhou às prefeituras municipais, mais de 10 mil cestas básicas enviadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Além disso, o Ministério da Integração Nacional Mantém o envio dos 17 kits de limpeza, dormitório, água potável e cestas básicas à Rio Branco. A entrega dos produtos está sendo feita sob a supervisão do Ministério Público Estadual e Tribunal de Justiça.

Por meio do Ministério da Saúde, o governo já enviou quase 10 toneladas de medicamentos aos municípios do Alto Acre e Rio Branco.

visita_marina_silva_conab_f._luciano_pontes (6)

Solidariedade além da fronteira

No Acre, os soldados atuaram na tragédia natural ocorrida aqui, mas também enviaram homens e equipamentos para Boca do Acre, no Amazonas. E os que estão mais distantes ajudam de outra maneira. Depois do Amazonas e Mato Grosso, agora o Corpo de Bombeiros de Goiás também envia doações para o estado.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC), coronel Carlos Gundim, duas carretas contendo 62 toneladas de alimentos devem chegar ao estado esta semana. “O comandante Edmilson Eurípedes Lopes, da Defesa civil de Goiás, nos contatou oferecendo ajuda. Assim, nós orientamos que se eles fizessem uma campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis”, contou o coronel.

O envio e todo o custeio para o transporte desses alimentos são feitos pelo próprio Corpo de Bombeiros, evidenciando que a solidariedade entre as corporações vai além dos limites de fronteiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *