Publicado em 5 de abril de 2013

Mulheres Mil do Acre é alvo de documentário do Ministério do Desenvolvimento Social

Produtora audiovisual contratada pelo Ministério do Desenvolvimento Social – MDS esteve nesta quarta-feira, dia 03, gravando a história da senhora Lourdes Menezes, aluna do Curso Técnico de Administração na modalidade Programa de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA do IFAC e auxiliar administrativo formada pelo Programa Mulheres Mil.

mds2

D. Lurdes foi um dos destaques das primeiras turmas do Mulheres Mil no Acre. Com 43 anos na época, ela ganhou autoestima e mudou sua vida se tornando uma empreendedora. Hoje ela comercializa bombons recheados com doces amazônicos que ela mesma fabrica.

O Programa Mulheres Mil é realizado pela Rede de Educação Profissional e Tecnológica inserido no conjunto de prioridades das políticas públicas do Governo Federal voltado nos eixos promoção da eqüidade, igualdade entre sexos, combate à violência contra mulher e acesso à educação. O programa também contribuiu para o alcance das Metas do Milênio, promulgada pela ONU em 2000 e aprovada por 191 países. Entre as metas estabelecidas estão a erradicação da extrema pobreza e da fome, promoção da igualdade entre os sexos e autonomia das mulheres e garantia da sustentabilidade ambiental.

No Acre, o Instituto Federal já formou quatro turmas em Rio Branco e Xapuri e está em andamento com cursos de Pedicure e Manicure e Cabeleireiro Assistente em Cruzeiro do Sul e Artesanato e Estética em Xapuri.

Durante entrevista, o reitor Pro Tempore do IFAC, Prof. Breno Silveira destacou a importância do Programa Mulheres Mil como alcance do público feminino em vulnerabilidade socioeconômica para reversão deste quadro através do estímulo a leitura crítica de mundo, autoestima e capacitação rápida para inserção no mundo do trabalho, focando ainda como incentivo para a elevação da escolaridade e melhoria das condições gerais das comunidades pelo protagonismo das mulheres. “D. Lourdes é um ótimo exemplo de que este projeto dá certo”, contou.

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)