Na capital, venda de produtos nos supermercados começa a ser limitada por clientes

A ida ao supermercado já não é mais como antes. Além de se deparar com prateleiras vazias, os acreanos estão enfrentando outro dilema: a compra limitada de produtos.

Nas prateleiras, o aviso deixa claro, “Apenas 5 unidades por clientes, ou por compra”.  Em alguns estabelecimentos, a restrição é ainda mais radical, “Limite de 3 unidades por cliente”.

Devido à cheia histórica do rio Madeira, que comprometeu o tráfego na BR-364, a medida foi a única alternativa encontrada pelos donos de supermercados, a fim de evitar uma crise ainda maior no abastecimento da capital.

Com o Acre isolado do restante do país, já que a BR-364 segue fechada, o símbolo da Páscoa, os ovos de chocolate, também podem não chegar a tempo aos supermercados.

A sessão onde eles ganham destaque nos estabelecimentos está vazia.

Em um supermercado da cidade, um dos poucos que a reportagem encontrou ovos de páscoa, o consumidor tem pouca variedade do produto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *