No Acre, mais de 70 pessoas são intoxicadas após comerem em restaurante do Makro

fotoUm surto de diarreia, vômitos e fortes dores abdominais levou cerca de 70 pessoas a procurarem atendimento médico nos últimos dias em Rio Branco. O quadro de intoxicação alimentar apontando pelas vítimas tem o mesmo endereço: o Restaurante do Supermercado Makro.

Clientes e funcionários relataram que após comeram no estabelecimento começaram a passal mal. “Fui com minha família almoçar no restaurante do Makro, e pouco tempo depois começamos a passar mal”, relata o paciente Hermínio

Segundo informações, a venda de alimentos contaminados já acontecia antes da terça-feira. Conforme relatou a funcionária do Makro, há três semanas ela foi internada com os sintomas de intoxicação. “Há três semanas comecei a me sentir mal após comer a comida do restaurante. Vários colegas também ficaram doentes”, destaca Josiane Oliveira.

O supermercado de renome nacional possui cerca de 130 funcionários, mais da metade deles pode ter sido contaminada pela comida servida no restaurante da empresa. A auxiliar de limpeza do Makro desabafa. “Estava boa, não sentia nada. Foi só comer a comida de terça-feira comecei a passar mal. Alias todo mundo aqui do supermercado que almoça e janta da comida do restaurante”, relatou.

Em um hospital particular, a movimentação foi intensa durante todo o dia. A todo instante chegava pessoas com os mesmos sintomas de intoxicação alimentar, a maioria funcionários do supermercado, que inclusive temiam perder o emprego caso falassem com a reportagem.

O responsável pela gerência do Supermercado, disse que não iria se pronunciar oficialmente sobre o caso.

Este é um dos maiores casos no Acre de intoxicação alimentar causada por um restaurante. Apesar de relatos de que há pelo menos três semanas pessoas passavam mal após comerem no estabelecimento, o restaurante continua funcionando normalmente em horário de almoço.

Informações extraoficiais dão conta de que as vigilâncias sanitárias estadual, municipal e epidemiológica já estão investigando o que teria causado esse surto de infecção nos clientes e funcionários do Makro. A reportagem tentou contato com os fiscais, mais não obteve respostas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *