Operação da PF pode prejudicar exportação de carne produzida no Acre

A operação Carne Fraca deflagrada pela Polícia Federal na última sexta-feira (17), onde frigoríficos são investigados acusados de manipular a data de validade de determinados produtos, principalmente os embutidos, está causando estragos sem precedentes num dos poucos setores da economia brasileira que conseguiu crescer nesse período de extrema recessão.

No Acre o setor, em termos de investimentos, só fica atrás do setor público e representa a segunda maior fonte geradora de empregos. De acordo com o Diretor da Federação da Agricultura, Fernando Zamora, os frigoríficos acreanos passam constantemente por inspeções federais, outros são fiscalizados pelo Idaf.

Ele não tem dúvida que a ação da PF vai ter reflexo direto nas exportações acreanas, isso é ruim para um setor que movimenta R$ 1,5 bilhão por ano e que é decisivo no PIB do estado.

Os frigoríficos acreanos abatem em média 30 mil cabeças de animais por mês, 80% da produção de carne é comercializada para fora do estado. As condições climáticas permitem que o Acre produza carne de excelente qualidade, cobiçada por países europeus, Estados Unidos e Ásia. A cadeia do agronegócio gera receitas importantes, essenciais no equilíbrio das contas públicas. Essa celeuma vai forçar uma baixa nos preços.

 

Ronaldo Guerra – Redação TV5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *