Outubro Rosa: o melhor caminho é a prevenção

“Sua casa não te define, sua carne não te define, você é seu próprio lar…”, diz a música da banda Francisco El Hombre que considera o corpo sagrado, o qual deve ser valorizado e cuidado com o mais fino carinho e preocupação. Ser o próprio lar é cuidar, e para conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção ao câncer de mama, no dia 7 de outubro será lançada a campanha Outubro Rosa pelo Centro de Controle Oncológico (Cecon), e Ministério da Saúde (MS).

O enfoque da campanha esse ano é a sensibilização daquela mulher que nunca se preocupou em procurar uma unidade de saúde para fazer exames periódicos referentes à prevenção do câncer de mama. Isso se deve ao tabu em torno da exposição do corpo e vergonha.

“Prevenir é melhor que remediar todo mundo sabe disso, mas tem alguns fatores, principalmente relacionados ao câncer de mama e ao câncer de colo de útero que são importantes salientar: o fato de acharem “invasivo” porque a mulher vai expor as mamas”, disse Carina Hechenberger, gerente de assistência do Cecon.

Foto: Junior Aguiar/Sesacre

“Outro tabu é o de que a mamografia seria doloroso, insuportável, que vai espremer a mama e tal, quando, na verdade, existem experiências ruins devido ao período menstrual em que a mulher fica mais sensível. Porém, se ela não estiver nessa fase não é um exame tão doloroso”, alertou Carina Hechenberger. 

É necessário colocar-se em primeiro lugar para poder cuidar do outro. A mulher, a maioria das vezes, acaba deixando-se de lado para lidar com mil outras coisas, e só procura ajuda quando o problema já está sério. 

“O nome correto da mamografia é “rastreamento”. Quando mais nova, você não sente nada, mas a partir dos quarenta anos é necessário fazer esse exame periodicamente porque se você encontrar alguma coisa, já tem como tratar”, destacou Carina.

Foto: Junior Aguiar/Sesacre

Autoexame para conhecimento da mama 

“Tem duas coisas importantes para considerar: a primeira é que o autoexame não vai te dar um diagnóstico, isso já está provado, porém se você faz todo mês, vai conhecer sua mama, no dia que aparecer alguma coisinha já sabe que apareceu e vai procurar ajuda”, disse a gerente. 

Diagnóstico precoce

“A mamografia é um exame extremamente sensível, detecta nódulos de menos de um milímetro, então, é essa a importância de você fazer periodicamente porque você detecta muito precocemente”, enfatizou Carina. 

Rotina saudável

“Se eu sou uma mulher ativa, que faço uma alimentação saudável, não consumo abusivamente bebida alcoólica, evito o tabagismo e não me exponho à radiação, a chance de eu desenvolver um câncer de mama vai lá para baixo. Então são questões que eu posso evitar e a gente vai fazer palestras nesse sentido: alertar essas mulheres, porque a gente tem mulheres aqui que já têm uma lesão, mas a minha outra maioria das mulheres são mulheres que não têm e vieram para fazer um exame preventivo. Então a gente pode fazer uma orientação para que ela evite desenvolver um câncer”, explicou Carina Hechenberger. 

Fonte Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *