Polícia Civil prende acusados de execução na Baixada

Duas pessoas foram presas pelo Grupo Especial de Capturas da Polícia Civil (Gecapc), na terça-feira (1), acusadas de terem executado o preso em liberdade condicional Márcio Silva do Nascimento, de 33 anos.

Jeferson Barbosa dos Santos, 24, e o irmão dele André Nascimento dos Santos, 31, foram capturados nos bairros Esperança e Cidade Nova e, são apontados como sendo os autores. André Santos seria o atirador e Jeferson Santos “piloto de fuga”.

De acordo com a investigação da 3ª Regional da Polícia Civil, no dia 5 de fevereiro deste ano, por volta de 13h Márcio Nascimento participava de um churrasco na casa da namorada, localizada à rua Blumenau, bairro Bahia Velha, quando Jerferson Santos se aproximou, em uma moto. A vítima pediu, então, que este participasse da churrascada.

Jeferson Santos teria pedido um tempo e saiu retornando em seguida com André Santos na garupa. No ambiente onde era realizada a churrascada, André Santos empunhando uma arma de fogo, invadiu o quintal e atirou cinco vezes contra Márcio Nascimento que morreu no local. Depois de consumar a execução os irmãos Santos empreenderam, fuga pelo bairro Sobral.

Conforme o delegado Thiago Fernandes, que preside o inquérito instaurado para apurar a execução, Jeferson Santos e Márcio Nascimento eram parceiros de crimes. Antes do dia do sinistro ambos teriam furtado uma mesa de sinuca, ficando para Márcio a responsabilidade de vendê-la e repassar metade do valor arrecado na venda para Jerferson, que teria sido enganado pelo parceiro de roubo.

Márcio Nascimento já havia advertido, segundo a investigação, que senão repassasse a “grana” iria morrer. Ao ver a farra supostamente com o dinheiro do furto da sinuca Jeferson Santos chamou o irmão para se vingar. Os dois foram indiciados por homicídio por motivação torpe e recolhidos ao presidio do estado, onde cumprem pena do semiaberto por pratica de roubo qualificado.

Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *