Publicado em 12 de março de 2013

Procon alerta população para golpe que tem como alvo idosos e pensionistas

Há cerca de um mês que a divisão de reclamação do Procon recebe consumidores que se queixam de terem sido vítimas de um golpe que funciona da seguinte forma: a quadrilha envia para a vítima uma correspondência com duas folhas amarelas, informando que a pessoa foi contemplada com uma apólice num valor bem expressivo, mas que o sorteado só terá o dinheiro liberado se depositar na conta da suposta empresa o equivalente a 5% do valor disponível. Mesmo desconhecendo a procedência da empresa, ou da informação, muita gente se deixa enganar pela ambição.

A carta, além do informativo, contém dados pessoais do cidadão, como nome completo, telefone e endereço. A coordenadora da Divisão de Reclamações do Procon, Daniella Barcellos, lembra que esses dados são comprados pelas quadrilhas que agem principalmente no Estado de São Paulo. Ela orienta que o consumidor desconfie desse tipo de oferta, já que geralmente por trás de tanta bondade tem ‘interesse obscuro’ por trás.

Daniella ressalta que fraudes como essas são possíveis de detectar antes do golpe ser finalizado, mas antes é necessário que a vítima denuncie o fato, se possível para a polícia. “Se a pessoa deseja arriscar deve fazer o máximo de perguntas possíveis para se certificar se o negócio é sério ou não”, destaca.

 

 

 

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)