Produtores reivindicam compra de terras do Ramal do Mutum

Dezenas de produtores rurais realizaram uma manifestação ontem em frente à Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). Eles pediram durante o protesto, apoio dos deputados estaduais para que haja celeridade do governo federal no processo de compra de uma área de terra localizada no Ramal do Mutum, entre o município do Bujari e a Vila do V.

De acordo com os invasores, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), através da Superintendência Regional no Acre negociou os lotes com a União desde o dia 15, mas, devido às enchentes, a aquisição da terra pelas famílias teve que ser adiada.

“Concordamos com a decisão de adiar o negócio, porém, já deve haver o pagamento. Cerca de 1,2 mil famílias que residiam naquele local ainda estão na beira da estrada há sete meses, passando fome, sede e sem ter um teto para se proteger da chuva. Queremos que as negociações sejam feitas o mais rápido possível para acabar logo com esse problema. Queremos produzir porque sabemos que no Estado a grande maioria dos produtos vem do Sudeste e do Sul do país”, salientou Jessé Francisco, um dos organizadores do movimento.

A Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no Acre afirmou que continuará com as negociações de obtenção da área para o processo de assentamento. O órgão também informou que haverá um plano seletivo para beneficiar as famílias que realmente necessitam dos lotes de terra.

Dell Pinheiro – dell.81@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *