Réu é condenado a 27 anos de reclusão pelos crimes de latrocínio, estupro e cárcere privado

Foto: Reprodução

O Juízo da Comarca de Xapuri condenou um homem a 27 anos de reclusão em regime inicialmente fechado pela prática dos crimes de latrocínio, estupro e cárcere privado.

Os crimes foram praticados em agosto de 2020 e, no último dia 30, após 55 dias de trâmite, o feito foi sentenciado resultando na condenação criminal do réu a uma pena superior a 20 anos.

Ao sentenciar, o juiz de Direito Luiz Pinto destacou que, mesmo em tempos de pandemia, o Poder Judiciário Acreano não tem poupado esforços para entregar a prestação jurisdicional de forma célere e eficiente.

O réu, após matar o pai de família para subtrair sua motocicleta, adentrou na residência e estuprou a mulher na frente da criança, deixando-as amarradas e cárcere privado por cinco horas. Por esses crimes, o réu ganhou pena de reclusão de 20 anos.

Na segundo processo, o mesmo réu foi condenado a uma pena de 4 anos de reclusão pela prática confessada de 2 crimes de furtos qualificados pelo rompimento de obstáculos e destreza. No terceiro fato, o mesmo réu foi condenado a pena de 2 anos de reclusão pela prática de furto qualificado de uma espingarda.

E a última condenação foi de um ano de detenção pela prática de posse de arma de fogo de uso permitido sem a devida autorização legal, restando ao final, em um mesmo dia, a condenação total de 27 anos de reclusão em regime inicialmente fechado.

Fonte: TJ Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *