Réus que mantinham laboratório de drogas em Sena Madureira são condenados a mais de 42 anos de prisão

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio da Promotoria de Justiça Criminal de Sena Madureira, obteve a condenação de três homens pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Segundo a denúncia, assinada pelo promotor de Justiça Thalles Ferreira Costa, os réus mantinham um laboratório de produção de drogas em uma casa no bairro Bonsucesso, em Sena Madureira. O local foi descoberto em maio deste ano, após acionamento da Polícia Militar por meio do 190.

Na ocasião, foram descobertos diversos instrumentos utilizados no preparo e comercialização de substâncias entorpecentes. Ainda de acordo com o texto da Promotoria, o objetivo dos réus, que já haviam desmanchado cerca de um quilo da substância tipo “oxi” quando os policiais chegaram ao local, era produzir cerca de 60 pacotes de pasta base de cocaína.

Em sua sentença, o juiz da Vara Criminal da Comarca de Sena Madureira, Fábio Alexandre Costa de Farias, condenou Alexsandro Lima da Silva e Alisson Lima da Silva a 12 anos e 4 meses de reclusão; já Francisco Tomas Saldanha Umbato recebeu uma pena de 18 anos e 8 meses de reclusão.

Somadas, as penas chegam a mais de 42 anos de prisão, todas em regime inicial fechado e sem direito de recorrer em liberdade.

A Justiça também acatou o pedido do MPAC e determinou a perda do bem imóvel no qual o laboratório foi montado em prol a União e, posteriormente, ao Fundo Nacional Antidrogas (Funad).

Agência de Notícias do MPAC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *