Rotas alternativas asseguram abastecimento do Acre

O governo do Estado não tem medido esforços para amenizar a situação de abastecimento de bens de consumo básico e essenciais à população acreana. Devido à cheia do Rio Madeira, alguns trechos da BR-364, que liga Rondônia ao Acre, estão inundados. Por conta disso, algumas medidas alternativas de abastecimento estão sendo tomadas.

Segundo dados da equipe de logística da sala de situação do Corpo de Bombeiros, na última terça-feira, 25, chegaram a Rio Branco três voos, dois da Força Aérea Brasileira (FAB) e um fretado, com 12 toneladas de hortifrútis e nove de leite. Para quarta, 26, a previsão é de mais três voos da FAB, com 20 toneladas de medicamentos e 30 de hortifrutigranjeiros.

Além das rotas fluviais de abastecimento, está prevista nesta quarta-feira, 26, a chegada de carretas peruanas, com 150 toneladas de frutas e verduras. A ação é possível devido à resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizando empresas acreanas a realizar o transporte de mercadorias oriundas do Peru, por 90 dias.

Agência de Notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *