Publicado em 15 de Fevereiro de 2018

Saúde orienta sobre cuidados em áreas alagadas

“A maior dica é evitar o contato com a água contaminada, pois qualquer ferimento aberto pode facilitar a transmissão da doença. Além disso, os alimentos e medicamentos que tiveram contato com essa água devem ser descartados. Em casos de necessidade, usar botas e luvas de proteção durante o acesso aos locais atingidos pela cheia”, destaca o diretor de assistência em exercício da UPA do 2º Distrito, médico Eduardo Formiga.

O médico alerta ainda que, devido aos sintomas da leptospirose serem facilmente confundidos com dengue, já que os sinais são semelhantes, a detecção imediata do problema pode evitar a evolução do quadro. “É preciso ficar alerta com os sintomas da doença. Portanto, ao menor sinal de algum indício, procurar um especialista rapidamente para a realização de exames laboratoriais. Lembrando que a prevenção é a melhor maneira de evitar a infecção.”

O período de incubação da leptospirose, que é transmitida por roedores, vai de 1 a 30 dias após o contato com o agente infeccioso, e os sintomas variam desde febre alta, dor de cabeça e dores musculares até quadros mais graves. Ao apresentar alguns desses sintomas, a pessoa deve procurar a unidade de saúde mais próxima.

Para evitar riscos à saúde, a Sesacre orienta:

Cuidados com os alimentos:

– Todo alimento que ficou submerso ou umedecido não deve ser consumido, mesmo que esteja em embalagem plástica ou enlatado.

Cuidados com a água:

– A ingestão de água contaminada acarreta risco de hepatite A ou diarreia.

– Se a água consumida na casa vier de outras fontes e a casa tiver sido atingida pela enchente, tome os seguintes cuidados:

– Antes de utilizar a água, trate-a com hipoclorito de sódio. A receita é duas gotas de hipoclorito de sódio para cada litro de água. Aguarde 30 minutos, depois da mistura, para beber a água.

Na hora da limpeza:

– É preciso evitar o contato com a lama que fica das enchentes, altamente infectante. Use sempre luvas e botas.

– É necessário limpar e desinfetar os reservatórios de água mesmo quando não atingidos pela enchente, já que a rede de fornecimento de água pode apresentar vazamentos e contaminá-los.

Na limpeza de entulhos e do lixo doméstico, é preciso tomar cuidado com animais peçonhentos – aranhas, cobras e escorpiões –, que com a enchente são desalojados de seu habitat natural.

 

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)