Sena Madureira sedia seminário sobre violência sexual infanto-juvenil

A cidade de Sena Madureira sediou, nos dias 19 e 20 de março, o Seminário Municipal de Revisão do Plano Operativo Local de enfrentamento à violência sexual Infanto-juvenil, como parte integrante do projeto “Proteger”. A cerimônia de abertura aconteceu no auditório da escola de ensino médio Dom Júlio Mattioli.

A iniciativa tem por meta traçar estratégias para combater a prática desse crime. Um dos palestrantes é o promotor de justiça Francisco José Maia Guedes, que atua perante a 3ª Vara da Infância.

O promotor discorreu sobre o marco legal e histórico do programa de ações integradas e referenciais de enfrentamento à violência infanto-juvenil (PAIR), resgate histórico do processo de implantação do PAIR no município e avanços e desafios das políticas públicas na defesa dos direitos de crianças e adolescentes.

O prefeito de Sena Madureira, Mano Rufino, participou da abertura do seminário, destacando sua importância para o município. “Nossas crianças são mensagens vivas que mandamos para o futuro, por isso devem ser tratadas com carinho. Trata-se de um debate importante e estamos aqui como parceiros para ajudar no que for possível”, adiantou.

Segundo o secretário estadual de desenvolvimento social, Antônio Torres, esse debate vem sendo travado em vários municípios do Acre. “Criança e adolescente não devem ser uma preocupação qualquer. Essa questão tem que entrar nas políticas públicas como prioridade. O mais importante aqui é o trabalho articulado e estamos tendo o apoio da prefeitura e demais setores nesse sentido”, comentou.

A juíza de Direito da comarca de Sena Madureira, Zenice Mota Cardoso, também considera importante a iniciativa. “A violência não é somente aquilo que se machuca, mas também quando não se respeita o tempo certo da criança. A questão preventiva é muito importante, por isso a execução do projeto precisa ocorrer de forma eficiente”, mencionou.

Em Sena, existe o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) que, na oportunidade, foi representando pela vice-presidente, Sônia Matos

O seminário foi realizado em parceria com a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, Ministério Público, por meio da Coordenação de Defesa da Infância e Juventude e 3ª Vara da Infância e Juventude, além das secretarias estaduais de saúde, educação e segurança pública.

Também participaram do seminário, representantes do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), Cras, Creas, Conselho Tutelar, Projovem adolescente, associação Favela Viva, associação Arco-íris, entre outros.

Do Portal Sena

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *