Sindicalistas se solidarizam com servidoras da caixa econômica agredidas enquanto prestavam atendimento o auxílio emergencial

Reportagem /Ronaldo Guerra

São solidários aos trabalhadores da saúde, aos micros e pequenos empresários r aos produtores familiares. Na semana passada duas servidoras da caixa econômica federal foram agredidas quando prestavam atendimento externo aos beneficiários do auxílio emergencial do governo federal. Nas duas situações as vítimas prestaram queixa na delegacia flagrantes já que desacato a servidor público em local de trabalho é crime.

Nesta segunda feira, membros do sindicato dos bancários se reuniram para pedir das autoridades providencias em relação a esses episódios. Os sindicalistas também pedem que bancários e outros segmentos tenham atendimento prioritário nas unidades de saúde, já que a possibilidade de contágio é grande em decorrência das atividades que exercem, em uma carta assinada por um pool de entidades, os ativistas pedem que os governos federal, estadual e municipal, dediquem uma atenção especial aos trabalhadores da saúde, aos micro e pequenos empreendedores e aos produtores familiares que estão em dificuldade extrema por conta do novo coronavirus.

Membro da ADUFAC o professor, Moisés Lobão, ressalta que o momento é de solidariedade, de unir forças e torcer para que esse clima de incerteza passe o mais rápido possível. Sindicato dos bancários quer punição as agressoras de duas servidoras da caixa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *