Vem aí a V Edição da Feira do Peixe e Agricultura Familiar

A prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Floresta (SAFRA), que coordena a Central de Abastecimento (CEASA), realizou na tarde desta terça-feira, primeiro de abril, reunião para definir os últimos detalhes da quinta edição da Feira do Peixe e da Agricultura Familiar.

O encontro teve como objetivo reunir os produtores e piscicultores para acertar os detalhes finais da realização da Feira do Peixe e Agricultura Familiar deste ano. Participaram da reunião o diretor da CEASA, Paulo Sérgio Braña, o chefe do Gabinete Civil da prefeitura de Rio Branco, André Kamai, o vereador Manoel Marcos e a superintendente da Pesca no Acre, Juliana Rodrigues.

A V Feira do Peixe e da Agricultura Familiar acontece entre os dias 12 e 18 de abril na CEASA e também em outros pontos da cidade, como o mercado Elias Mansour, o mercado Francisco Marinheiro, na Estação Experimental, no mercado do bairro Seis de Agosto e também nas peixarias próximas a avenida Amadeo Barbosa.

Além desses locais, entre os dias 14 e 18 a Feira do Peixe acontece também na estrada do São Francisco, que contará com a participação de produtores e piscicultores da estrada do Panorama e também do Quixadá.

Este ano, de acordo com o diretor da CEASA, Paulo Sérgio Braña, a meta da Feira é comercializar em torno de 120 toneladas de pescado e outras 400 toneladas de hortifrutigranjeiros. No ano passado, foram comercializadas 110 toneladas de pescado e 296 toneladas de hortifruti. “É uma Feira que já faz parte do calendário de nosso município”, destaca Braña.

E para esta edição, a Feira do Peixe terá a participação direta de cem produtores rurais, quarenta piscicultores, quarenta tratadores, oito empresas privadas, além de treze empreendimentos de Economia Solidária. “Esse é o momento de transformar a crise em uma grande oportunidade de negócio e mostrar que a gente produz e que tem o que vender”, afirmou Paulo Sérgio Braña.

Expectativa e trabalho

A sala de reuniões da Central de Abastecimento de Rio Branco (CEASA) ficou lotada de produtores e piscicultores na tarde desta segunda-feira. A maioria deles já participou de edições anteriores e diz que a Feira do Peixe é uma excelente oportunidade de ampliar as vendas nesta época do ano.

Seu João Souza, por exemplo, produtor do km 57 da estrada de Sena Madureira, participa da feira desde a sua primeira edição e está animado. Este ano, ele pretende comercializar pelo menos três toneladas de pescado. “Com a cheia tivemos algumas dificuldades, mas a Feira do Peixe é uma excelente oportunidade de negócios e pretendemos aumentar nossa renda”, enfatiza.

Quem também está animada com a feira é a dona Maria Nelci. Produtora do terceiro polo da Vila Custódio Freire, é o primeiro ano em que ela estará colocando seus produtos para comercializar na feira. “Mesmo assim, nossa expectativa de vendas é muito boa”, fez questão de dizer.

Mas a Feira do Peixe não é mais somente um espaço para se comercializar peixes e hortifrutigranjeiros. Dona Livaneiva Paiva, que faz parte da associação Florescer, comercializa mudas de plantas desde a primeira edição da Feira. “Antes a gente tinha dificuldade, mas no ano passado a procura por plantas e flores aumentou bastante”, comemora.

Assessoria PMRB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *