Publicado em 13 de dezembro de 2012

Vendas no comércio aumentam no período, mas acreanos abusam da pechincha na hora da compra

Se os presentes das festas de fim de ano não podem ficar de fora durante as confraternizações, o preço alto pode sim, ser deixado de lado. Faltando pouco mais de uma semana para o Natal, o movimento no comércio cresce a cada dia. Ruas bastante movimentadas e sacolas para todos os lados.

“Estamos otimistas com a semana que antecede o Natal. As pessoas já estão comprando, mas estão dando preferência para a tradicional lembrancinha na hora de comprar os presentes. Eles chegam à loja perguntando pelos produtos mais baratos, cujos valores não ultrapassem os R$ 30 reais”, diz a proprietária da loja Maria Brasil.

A população não está deixando de comprar. Entretanto, os presentes mais procurados na ocasião são os “mais em conta”. Todos os setores estão aquecidos no período. A procura por eletrodoméstico, vestuário e eletrônicos também está em alta, mas nas lojas de preços populares e no comércio de rua o movimento está bem maior na ocasião.

No Calçadão do Terminal Urbano, uma grande tenda com diversas barracas é a sensação para quem busca pechincha.  Os consumidores encontram brinquedos, roupas, acessórios e diversos outros produtos com preços bem acessíveis. “Temos nossa Bolívia aqui no Centro. Os camelôs estão vendendo tudo que os acreanos vão buscar no país vizinho”, diz a dona de casa Sandra Barros.

 

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)