Vereadores debatem em audiência pública lei de diretrizes orçamentárias

Câmara realiza audiência pública para votar lei de diretrizes orçamentárias, os vereadores fizeram alguns ajustes antes de levarem a plenário o ministério público quer ações mais definidas a criança e ao adolescente.

A lei de diretrizes orçamentárias (L.D.O), deveria ter sido votada no primeiro semestre de 2.020, mas como a mesa diretora da câmara suspendeu o recesso do meio do ano, os presidentes das comissões de constituição e justiça e orçamento protelaram a apreciação da matéria em plenário, para que os vereadores pudessem apresentar emendas ou sugestões, isso aconteceu na manhã desta quarta-feira por meio de uma audiência pública on-line.

No Brasil a (Lei de diretrizes orçamentárias), estabelece quais serão as metas e prioridade do executivo para o exercício do ano seguinte para isso, fixa o montante de recursos que o tesouro municipal pretende economizar, traça regras, vedações e limites para as despesas.  O presidente da comissão de orçamento da câmara, Rodrigo Forneck, do Partido dos Trabalhadores, ressalta que esse ano a pedido do ministério público, os parlamentares querem deixar amarradas propostas direcionadas a crianças e adolescentes.

Quando aprovarem a (LDO), os 17 vereadores vão se debruçar sobre a lei orçamentária anual (LOA), que define quanto a prefeitura vai disponibilizar para cada setor da administração pública uma lei gira em torno da outra.

Reportagem/ Ronaldo Guerra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *