Vice-governador participa de reunião com Banco Mundial

VO vice-governador Major Rocha esteve em reunião nesta segunda-feira, 20, na sede do Banco Mundial (Bird), em Brasília, buscando soluções para que os diversos projetos de financiamentos sejam acelerados. A reunião contou com a participação da secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Maria Alice, da secretária de Estado da Fazenda, Semírames Maria Dias, e do representante do Estado do Acre em Brasília, Ricardo França, da gerente de Operações do Banco Mundial no Brasil, Doíma Petrescu, e feita por videoconferência com o gerente de Operações de Washington Thomaz Rosada.

Rocha foi informado que o Plano Operativo, encaminhado em março pelo governo do Estado para análise pelo Bird, e que cobre as áreas de infraestrutura, agricultura, saúde e saneamento, já teve sua quase totalidade aprovada, faltando apenas algumas análises na área da saúde. As demais estão aptas para serem licitadas. Para tanto resta somente o encaminhamento ao Bird dos projetos detalhados para aplicação do montante de $ 136 milhões de dólares que foram previamente negociados.

Obras estruturantes

Outro assunto tratado pelo vice-governador e equipe do governo, foi sobre a possibilidade de o Banco Mundial reverter o corte de 35 milhões de dólares que haviam sido feitos, que estavam destinados antes para investimentos em assistência técnica. Como o governo dispõe de outras linhas de crédito para este fim como o Bid e KFW, Rocha pediu que a destinação fosse feita para obras estruturantes.

“O governo do Estado está empenhado em reestruturar todo o aparato de assistência técnica para o homem do campo. A Emater sofreu ameaça de extinção, mas vai receber uma atenção especial nesse governo”, destacou o vice-governador.

A secretária Maria Alice deu como exemplo de obras emergenciais, que podem ser beneficiadas com a liberação dessa linha de crédito, as pontes de Xapuri, que liga ao bairro da Sibéria e a de Sena Madureira, que une os dois Distritos da cidade.

O gerente em Washington, Thomaz Rosada, sinalizou positivamente para os pedidos, afirmando que ajustes técnicos poderão ser feitos para que as licitações tenham andamento. Rocha finalizou a reunião, solicitando que o Bird analise linhas de crédito a fundo perdido para que sejam aplicadas no Estado do Acre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *