Acre tem a maior alta mensal no Etanol

Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros subiram em 21 Estados e no Distrito Federal nesta semana e apresentaram queda em outros cinco Estados. Na semana anterior, os preços haviam subido em 14 Estados e no Distrito Federal, caído em nove e se estabilizado no Amapá, em Pernambuco e no Tocantins.

No período de um mês as cotações do produto acumulam alta em pelo menos 23 Estados e no Distrito Federal. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação subiu 0,66%, para R$ 2,725, e no período de um mês acumula alta de 1,90%. Durante a semana, o maior avanço das cotações foi registrado no Rio de Janeiro, batendo 1,77%, enquanto o maior recuo ocorreu no Espírito Santo, 2,80%.

A maior alta mensal, de 5,61%, foi no Acre e a maior queda foi em Alagoas (1,16%).

Falta de competitividade

No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 2,379 o litro, em São Paulo, e o máximo foi de R$ 4,479 o litro, no Rio Grande do Sul. Na média, o menor preço foi de R$ 2,703 o litro, em Mato Grosso, e o maior preço médio foi verificado em Roraima, de R$ 3,78 o litro.

Os preços do etanol hidratado seguem sem competitividade ante os da gasolina em todo País, pela décima semana consecutiva, de acordo com dados da ANP.

A relação é favorável ao biocombustível quando está abaixo de 70%. Em São Paulo, onde o etanol equivale a 75,59% do valor da gasolina, o produto ficou cotado, em média, a R$ 2,725 por litro. A gasolina, em R$ 3,605 por litro.

 

Do Estadão Conteúdo | noticias@band.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *