Publicado em 26 de fevereiro de 2013

Declaração do IR 2013 começa na sexta-feira

Se o início do ano a preocupação é voltada para as contas de IPVA e IPTU, em março chega a hora de enfrentar o leão. A partir desta sexta-feira, 1º, os brasileiros precisam informar toda a sua “vida financeira”, ou seja, os gastos e os ganhos, durante o ano anterior, no caso, 2012.

O período para entrega da declaração do Imposto de Renda 2013 vai até 30 de abril. A declaração poderá ser entregue pela internet ou em disquete nas agências da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil. A multa mínima para quem perder o prazo é de R$ 165,74. O valor máximo pode chegar a 20% do imposto devido.

Estão obrigados a declarar os contribuintes que receberam rendimentos tributáveis cuja soma foi superior a R$ 24.556,65 em 2012. O valor foi corrigido em 4,5% em relação ao ano anterior. Também está obrigado a declarar o contribuinte que recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

Houve correção nas deduções por dependente que passaram de R$ 1.889,64 para R$ 1.974,72. No caso da dedução com instrução, o valor subiu de R$ 2.958,23 para R$ 3.091,35. Não há limites para despesas médicas e as deduções permitidas com a contribuição previdenciária dos empregados domésticos passaram de R$ 866,60 para R$ 985,96.

Quem tinha, até 31 de dezembro de 2012, posse de bens ou propriedade, inclusive terra nua, com valor superior a R$ 300 mil também está obrigado a declarar. Para não perder a data e pagar multa, os contribuintes devem começar a juntar a documentação dos gastos referentes a 2012 o quanto antes. Lembrando que a restituição chega antes para quem aproveita os primeiros dias do prazo.

A expectativa da Receita Federal é receber mais de 25 milhões de declarações.

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)