Deracre e Dnit terão R$ 20 milhões para iniciar obras do anel viário de Brasileia

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) confirmou nesta quinta-feira, 29, o empenho do recurso na ordem de 20 milhões de reais para o início da construção do anel viário e a nova ponte que vai interligar os municípios de Epitaciolândia e Brasileia.

A obra de infraestrutura na região do Alto Acre, que será executada em um convênio com o Departamento de Estradas e Rodagem do Acre (Deracre) é fruto do empenho do governador Tião Viana junto à presidente Dilma e de toda a bancada federal do Acre, em Brasília.

Com o anel viário, a BR-317 vai ter um novo traçado, contornando as cidades de Epitaciolândia e Brasileia. A nova ponte, antiga reivindicação da população dos dois municípios, será construída em um padrão internacional e terá cerca de 240 metros de extensão, quatro pistas para veículos e 14 metros de largura.

“Essa obra representa um marco para o estado do Acre, já que junto com a ponte sobre o rio Madeira, era o elo que faltava para que, de fato, conseguíssemos a integração com o Pacífico para viabilizar o transporte da produção, do estado de outros lugares do país, passando pelo Acre”, destaca Tiago Caetano, supervisor do Dnit no Acre.

O custo total do anel viário e da nova ponte é estimado em 60 milhões de reais. “Nós já temos uma emenda da bancada federal do Acre para o ano que vem no valor de 70 milhões de reais. Com o montante de 20 milhões já empenhado, é recurso mais do que suficiente para toda a obra”, garante Caetano.

Obra vai ser construída pelo Deracre

Como o projeto estava atrasado e poderia não ter tempo hábil para uma nova licitação, o que acarretaria a provável perda do recurso, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes,l (Dnit) averiguou a possibilidade de fazer um convênio para a viabilização da obra.

“Para salvar os recursos, verificamos quem teria condições de tocar a obra. Chegamos à conclusão de que a única instituição, depois de uma análise minuciosa, que teria condições com quadro técnico adequado e experiência seria o governo do Estado”, explica o supervisor do Dnit no Acre, Tiago Caetano.

Com a liberação do recurso, nas próximas semanas dever ter início o processo licitatório. As obras serão realizadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (Deracre).

A previsão para o início é no segundo semestre do próximo ano e a conclusão está prevista para o fim de 2018.

 

Agência de Notícias do Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *