Publicado em 22 de novembro de 2012

Dois encontros oficiais buscam romper as dificuldades na adoção

Durante dois dias Rio Branco sediou o VII Encontro Norte/Nordeste de Apoio à Adoção (Enoapa) e o I Encontro Trifronteiriço de Adoção (ETA – Brasil – Peru – Bolívia), cujo principal tema foi o rompimento das dificuldades na adoção de crianças.

Thiago Mendonça apresentou as ações de conscientização realizadas pela Assessoria Especial da Juventude (Foto: Victor Augusto)

O evento reuniu participantes de diversos setores, como assistentes sociais, profissionais da área jurídica, sociedade civil e instituições locais e internacionais. “A proposta desses encontros é envolver instituições e pessoas para racionalizar o tempo no processo de adoção. Assim, famílias poderão adotar crianças sem a burocracia com que nos deparamos atualmente,” disse a procuradora-geral adjunta do Ministério Publico Estadual, Katia Rejane Rodrigues.

Uma das questões discutidas nos encontros foi o planejamento familiar. A Assessoria Especial da Juventude apresentou ações de conscientização realizadas junto a mais de quinhentos alunos da rede pública, em diversos municípios acreanos.

“Os adolescentes normalmente não têm condições de manter os filhos e acabam entregando para a adoção ou para outras famílias criarem. Com a conscientização desses estudantes, podemos ter a certeza de que estamos estimulando o planejamento familiar e evitando a gestação precoce”, destacou o assessor especial da Juventude, Thiago Higino Mendonça.

Uma variação dessa situação foi apresentada pelo Ministério Público Estadual (MPE): famílias que não têm condições de manter seus filhos deixam-nos sob os cuidados do Educandário Santa Margarida e os visitam nos finais de semana.

Outra iniciativa, apresentada pela procuradora-geral, foi a parceria com o Sebrae e a Secretaria de Pequenos Negócios (SEPN), em que é oferecida qualificação profissional para que os pais possam ingressar no mercado de trabalho e manter uma renda.

“Temos o caso de uma senhora que participou de nossas profissionalizações e hoje mantém sete filhos com seu salão de beleza. Ela até já comprou seu transporte próprio. Queremos estender esse benefício a outras pessoas” afirmou o secretário de Pequenos Negócios, José Carlos Reis.

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)