Gladson dá posse ao novo comandante do Batalhão de Operações Especiais

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) tem um novo comandante. Trata-se do major Fredson Araújo de Lima. Nesta segunda-feira, 31, o oficial assumiu a liderança da tropa de elite da Polícia Militar do Estado do Acre (PMAC), em substituição ao coronel Edener Franco da Silva.

Seguindo os tradicionais ritos militares, a cerimônia de passagem de comando foi realizada na sede do batalhão, em Rio Branco, e contou com a presença do governador Gladson Cameli. Em sua fala, o gestor desejou êxito ao novo comandante: “Gostaria de agradecer o coronel Edener pelo excelente serviço desempenhado à frente do Bope, e ao major Fredson desejo boa sorte nessa audaciosa missão. Tenho pesquisas que apontam a Polícia Militar como uma das instituições mais bem avaliadas pela nossa população, um sinal do reconhecimento do trabalho sério que vocês desempenham. Podem contar sempre comigo”, afirmou Cameli.

Fredson Araújo ingressou na vida militar em 1994, como soldado do Corpo de Bombeiros. Em 2005, após prestar concurso público para o preenchimento de vagas de oficiais combatentes, incorporou as fileiras da PMAC. Três anos depois, assumiu o comando da Companhia de Acrelândia. Atuou ainda como subcomandante do 1° Batalhão da Polícia Militar, comandante da Companhia de Choque do Bope, comandante do 10° Batalhão da PMAC, em Brasileia, diretor de Ensino da Polícia Militar e subcomandante do Batalhão de Operações Especiais.

Em seu discurso, Araújo falou do mais novo desafio da carreira e agradeceu a oportunidade de comandar a tropa de elite da Polícia Militar acreana. “Gostaria de agradecer a confiança depositada na minha pessoa. Podem ter a certeza de que não se arrependerão nenhum dia pela escolha que fizeram”, declarou.

Em sua despedida, o ex-comandante do Bope, coronel Edener Franco, foi homenageado com uma menção honrosa concedida pelo comando da PMAC, referente aos excelentes serviços prestados ao batalhão. O oficial destacou a bravura dos policiais e expressou sua satisfação ao comandar a divisão de elite por um ano e quatro meses.

“É muito prazeroso trabalhar com os melhores porque todas as missões dadas a eles são cumpridas, independente das dificuldades e das circunstâncias. Aproveito ainda para agradecer a oportunidade que me foi dada para comandar este batalhão”, pontuou.

O secretário Paulo Cézar dos Santos divulgou os investimentos realizados pelo governo do Estado na área da segurança pública em pouco menos de dois anos. “Já temos um aporte, neste ano, de R$ 42 milhões e receberemos mais R$ 20 milhões do Fundo Nacional de Segurança Pública até o fim de setembro. Esses recursos farão a diferença para vencermos a guerra contra a criminalidade”, explicou.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo César Gomes, lembrou que nem mesmo a pandemia do novo coronavírus afetou a atuação da instituição na defesa da sociedade acreana. “Os números são favoráveis na apreensão de armas e temos batido recorde na apreensão de drogas, em todo o estado. Isso demonstra a determinação e qualidade dos nossos policiais”, observou.

A solenidade contou ainda com a presença do presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Francisco Djalma da Silva; do comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Batista; do diretor da Polícia Civil, Josemar Portes; do diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Arlenilson Cunha; do deputado estadual Cadmiel Bomfim; familiares e militares.

Fonte: Notícias do Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *