Publicado em 15 de fevereiro de 2013

Tião Viana visita no Complexo Industrial da Psicultura, o primeiro lote de surubins reproduzidos no Acre

Entrou em funcionamento, em caráter experimental, o centro de alevinagem do Complexo de Piscicultura do Acre. Os primeiros 100 mil alevinos de surubim já foram produzidos e aguardam chegar ao tamanho ideal para serem comercializados.
Daqui a alguns dias os alevinos serão entregues para grandes, médios e pequenos piscicultores, que já fizeram o pedido antecipado. Segundo Sansão Sena, presidente da Cooperativa de Piscicultores do Acre, o preço pelo qual está sendo vendido o milheiro do alevino já é o mais baixo do mercado.

“Nós estávamos comprando os alevinos de surubim de R$ 2.500 a 3.000 o milheiro, agora vamos comprar ao preço de R$ 1.500. Já baixou bastante”, comemorou Sansão.

De acordo com Jaime Brum, consultor da Peixes da Amazônia, daqui há um mês mais 500 mil alevinos de surubim estarão prontos para serem comercializados. “A demanda é grande, então temos que trabalhar bastante para atender a todos os piscicultores”, comentou.

O secretário de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), Edvaldo Magalhães, esteve no Complexo de Piscicultura vendo de perto a produção.

“A produção desses alevinos é um indicativo de que as obras estão dentro do programado. Anunciamos que em fevereiro já tínhamos alevinos, e temos. Dentro dos próximos meses vamos inaugurar a fábrica de ração e posteriormente o nosso frigorífico. Vamos fechar 2013 com esse complexo funcionando a todo vapor”, anunciou Magalhães.

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)