“Matador em série” é condenado a quase 30 anos de prisão

O Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri condenou Ricardinho Vitorino de Souza a quase três décadas de prisão.

         O julgamento foi realizado nesta quarta-feira, 8, no Fórum Criminal.

         Ricardinho foi considerado culpado pela morte do jovem Ítalo de Souza Charife. O crime ocorreu em janeiro de 2020, na Rua Vitória no Bairro da Conquista.

         Durante o interrogatório o réu negou qualquer envolvimento no crime.

         Mas frente as provas apresentadas pelo promotor de Justiça Efraín Enrique Mendonza, Ricardinho pediu autorização para falar de novo.

 Perante ao juiz Alesson Bráz o réu confessou que sequestro um taxista e depois foi o autor dos quatro tiros no jovem.

         Ricardinho Vitorino foi sentenciado a 28 anos 6 meses e 25 dias de prisão e, não poderá recorrer da decisão em liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *