2ª Vara do Tribunal do Júri marca julgamento do caso de feminicídio de cidadã chilena

A 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco confirma o julgamento de José Vagner Pedroza Bezerra,acusado de crime de feminicídio contra a chilena Karina Constanza, para o próximo dia 2 de setembro.

Segundo a representação criminal, o crime ocorreu no dia 1 de fevereiro de 2020, nas imediações da Av. Amadeo Barbosa, segundo distrito de Rio Branco. De acordo com a denúncia, o crime foi movido por “repugnante sentimento de posse”, uma vez que o réu nutria interesse sexual pela vítima e soubera que ela iria ‘deixá-lo’, indo para a cidade de Porto Velho (RO).

Ainda de acordo com a denúncia, embora não fosse correspondido, o acusado teria ganhado a confiança da vítima, fornecendo-lhe alimentação e “abrigando-a ocasionalmente em sua residência”, nos dias que antecederam o crime, período em que mantiveram “breve relação”.

A sentença de pronúncia do juiz de Direito titular da unidade judiciária, Alesson Braz, aponta para incidência, no caso, das qualificadoras de: feminicídio, motivo torpe (ciúme possessivo) e utilização de recurso que dificultou/impossibilitou a defesa da vítima.

Vale ressaltar a celeridade na apreciação da denúncia, que demonstra a prioridade atribuída pelo Poder Judiciário do Acre em dar uma resposta vigorosa, rápida e assertiva aos autores de crimes de feminicídio, bem como de outros delitos envolvendo violência contra a mulher.

Na mesma pauta do dia 2 de setembro, também foram agendados mais dois julgamentos de crime contra a vida, praticado contra mulheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *