Acidentes com moto marcam final de semana na fronteira

O Alto Acre*

Dois acidentes envolvendo motos ocorridos neste final de semana, mostra a imprudência dos condutores que não deveriam estar circulando pelas ruas das cidades de Brasiléia e Epitaciolândia. Os que foram registrados, ocorreram na Avenida Rui Lino entre sexta-feira, dia 12, e domingo, dia 14, durante a noite.

O primeiro ocorrido na noite de sexta-feira, envolveu uma moto modelo Honda/Bizz, placa NAE 5571, que era conduzida por Antonio Santos Ozório (29), que caiu na Avenida após passar pelo quebra molas recém erguido em frente do 10º Comando da Polícia Militar.

Antonio caiu na Avenida após passar no quebra molas e sofreu arranhões pelo corpo - Foto: Alexandre Lima

Era por volta das 23h40. Segundo foi dito no local, Antonio não reduziu a velocidade e perdeu o controle, fazendo com perdesse o controle e caiu, sofrendo ferimentos pelo corpo. O mesmo foi socorrido pelos plantonistas do SAMU e conduzido ao hospital de Brasiléia e não corria risco de morte. O caso seria investigado pelas autoridades.

Já na noite deste domingo, por volta das 17h45, aconteceu outro acidente envolvendo duas motos deixou saldo de uma pessoa com fratura numa das pernas. Reginaldo R. Gomes Moraes, sem possuir habilitação, resolveu que deveria passear pela cidade com um garupa na moto modelo Honda/Titan, placa MZV 2096.

Thais teve sua perna quebrada após ser atingida por outra moto - Foto: Alexandre Lima

Na Avenida, tentou acessar a Rua Generalíssimo Deodoro, que dá acesso rumo ao hospital. Não percebeu que vinha em sua direção, outra moto modelo Honda/Titan, placa MZR 3928, conduzida Everaldo Nascimento Oliveira (29) e levava sua esposa, Thais Silva Oliveira.

Thais praticamente foi arrancada da garupa, ao ponto de rasgar a camisa de seu esposo. Com o impacto, sofreu fratura no osso de sua perna esquerda e caiu na Avenida. Os socorristas do SAMU foram acionados e realizaram os primeiros socorros, para em seguida conduzir a mulher para o hospital de Brasiléia.

Reginaldo, que não possui habilitação e ocasionou o acidente, teve a moto retida e levada ao pátio da PM e seria multado. Everaldo, por estar em visível estado de embriagues alcoólica e não deveria estar dirigindo, mesmo sendo habilitado, também seria multado.

O caso seria encaminhado ao juizado da Comarca para providencias.

Reginaldo (esquerda) não possui habilitação e não deveria estar pilotando moto, causou o acidente - Foto: Alexandre Lima

Everaldo, esposo de Thais, apresentava estar sob efeito de álcool. Foi conduzido ao comando da PM juntamente com Reginaldo - Foto: Alexandre Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *