Publicado em 25 de abril de 2013

Acusado de assassinar um ex-presidiário foi preso pela polícia

Aprovado em quatro concursos públicos e agora na cadeia. Essa é a situação do pintor Kelsiano Mesquita Magalhães, de 35 anos. Ele que está classificado no certame da Policia Civil,  foi levado a uma delegacia antes do tempo, mas na condição de preso.

Kelsiano Mesquita confessou que foi o autor dos disparos que levaram a morte o ex-presidiário Gleisson Santana de Alcântara, de 22 anos.  O homicídio aconteceu na manhã do último dia 7, na rua Rádio Farol, no bairro Boa União.

Segundo informações apuradas no caso, Kelsiano estava em uma motocicleta quando encontrou com Gleisson por volta das 9 da manhã. Momento em que sacou uma revólver e efetuou vários disparos contra a vítima que morreu no local.

Kelsiano que foi preso na manhã desta quinta-feira, 25, no Calafate, disse que cometeu o crime porque sua esposa estava sendo ameaçada pela vítima.

O delegado Thiago Fernandes destacou que logo após o assassinato a polícia conseguiu identificar Kelsiano. O delegado disse ainda que em momento algum foi registrada alguma ocorrência de ameaça contra a vítima.

 

(Ecimáiro Carvalho)

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)