Acusado pela morte do irmão de Policial Civil se apresenta à polícia

Na Delegacia de Flagrantes – Defla, o presidiário em liberdade condicional assumiu a autoria do homicídio, e ainda tentou justificar.

Márcio da Silva Aquino, de 28 anos, é acusado pelo assassinato do autônomo Theodorico Francisco Sacramento Neto, de 41 anos. O crime aconteceu por volta das duas horas da madrugada desta quarta-feira.

No local da Rua Deodápolis, região do Tancredo Neves, segundo informações, após um desentendimento com a vítima, o acusado foi em casa pegou uma faca e desferiu pelo menos 18 golpes no autônomo que morreu no local.

Após o crime, ele se evadiu do local.

Como compareceu espontaneamente a polícia, o acusado pode ser liberado após o interrogatório. O delegado Antônio Alceste disse que agentes da Polícia Civil estavam à procura do presidiário Marcio da Silva desde o início da manhã.

Marcio da Silva Aquino, cumpria pena por homicídio. O crime, aconteceu em 2009, mas no ano passado o acusado foi beneficiado com a progressão da pena e passou a responder em liberdade.

 

Ecimáiro Carvalho

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *