Acusados de executar empresários peruanos serão julgados em Rio Branco.

Ecimáiro Carvalho

Dois taxistas acusados pelas as mortes de empresários peruanos serão julgados na próxima semana. O duplo homicídio aconteceu em 2016 na região de fronteira, entre o brasil e a Bolívia.

Manoel Júlio Nonato Gama Neto, conhecido como Pitchula e Gilberto Ferreira Paiva Filho, O Gordo, serão julgados na próxima quinta-feira dia 29. A sessão aconteceu na 1ª Vara do Tribunal do Júri em Rio Branco. Manoel Júlio  e Gilberto Ferreira vão responder pelas mortes do empresários peruanos:  Nilo Daniel Sierra Chavez, de 46 anos e Richard Chavez que tinha 35. Tio e sobrinho foram mortos no em Junho de 2016.

 

O duplo homicidio aconteceu numa área deserta de cobija, na Bolívia, os corpos foram encontrados dias depois em elevado estado de decomposição.  As vítimas, foram algemadas e asfixiados com sacos na cabeça. A intenção era simular um assalto, mas, a Bolívia descobriu que Manoel Julio e Gilberto Ferreira, que trabalhavam com  os empresários, a cerca de 6 meses, foram os autores do crime.  Consta na denúncia, que os acusados, teriam desviados, 600 mil reais em dinheiro das vítimas. Os empresários vendiam roubas em Brasiléia e Cobija. Como o duplo o homicídio, aconteceu em região de fronteira, o Júri acontece em Rio Branco.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *