Autônomo que jogou água fervendo na mulher é denunciado pelo o Ministério Publico Estadual

O Ministério Publico Estadual, encaminhou na última quinta-feira (14), a Juíza da Vara Criminal de Sena Madureira, a denúncia contra o autônomo Jessé Saldanha Nogueira de 35 anos, acusado de jogar água fervendo na própria mulher.
No documento, assassinado pela a promotora de Justiça Juliana Barbosa Hoff, Jessé é acusado pelo o crime de lesão corporal, com agravante de enfermidade incurável é ainda tipificado pela a lei Maria da Penha, que causa aumento de 1/3 da pena, em caso de condenação.
Consta nos autos, que motivado por ciúmes, Jessé Saldanha, jogou água fervendo nas pernas e partes intimas da esposa Agerlândia Miranda de 25 anos.
O crime aconteceu no dia 12 do mês passado, no interior da residência do casal, localizada no Bairro do Bosque, em Sena Madureira.
De acordo com a denúncia, Jessé premeditou o crime e, o executou na frente das três crianças da vítima, uma delas de apenas 3 anos, filha do acusado. Agerlândia sofreu queimaduras de terceiro grau e, passou pelo menos 7 dias internada no Hospital das Clinicas em Rio Branco.
O autônomo, que dias depois se apresentou à policia civil, acompanhado de um advogado, foi preso preventivamente no dia 24 do mês passado.
A denúncia já foi analisada pela a Juíza Ana Paula Saboya e, está conclusa para decisão. A expectativa é que nos próximos dias, a magistrada, que responde interinamente pela a Vara Criminal de Sena Madureira, emita o parecer.
Se for denunciado Jessé Saldanha passa a condição de réu e, terá inicio a ação penal do processo, que é produção de provas no âmbito da Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *