Equipe de reportagem flagra ação policial a acaba hostilizada por policiais que tentaram impedir o trabalho

Rose Lima-EcoacreTV

A informação é de que o homem preso estava envolvido no roubo na casa de um policial. A ação policial que culminou na prisão deste homem, identificado apenas como Celi, aconteceu por volta das 10:40 na avenida Amadeu Barbosa, nesta segunda-feira. Nossa Equipe chegou a flagrar o exato momento da perseguição polícia na rotatória do recanto dos buritis, na sequência flagramos a prisão do indivíduo, mas ao descermos do nosso carro para filmar a ação policial, fomos hostilizados pelos próprios policias.

Em um momento dois policias se aproximam de armas em punho e mandam o repórter cinematográfico Jessé Moreno parar de filmar, aí desci do carro e comecei a filmar também em meu celular.

Apesar das afirmações do policial de que estávamos numa área de isolamento, veja que vários carros passam livremente na avenida que não está isolada, mas o nosso veículo que está estacionado bem próximo de onde nós estamos, nós fomos impedidos de tirar do local. Depois de isolado o local, um policial começou a fazer xingamentos contra nossa equipe, enquanto o repórter cinematográfico continuava a filmar a ação.

Ele me chamou (Rose Lima) de urubu e foi questionado por Jessé Moreno, que levantou para filmar o policial que estava xingando. Este por sua vez encarou a câmera e chegou a debochar sobre qual perfil seu seria melhor para filmar. Depois dos ânimos mais calmos continuamos o trabalho e nossa equipe descobriu que a perseguição policial já vinha de longe.

Testemunhas contaram que o carro do acusado, durante a fuga, tentou passar para o outro lado da avenida Amadeu Barbosa, é possível ver as marcas nos pneus do carro e também no meio fio do canteiro central. Foi neste momento, que a polícia conseguiu interceptar o veículo e dar voz de prisão para o acusado. Os ferimentos no nariz foram em detrimento da batida do carro, pois o mesmo estava sem cinto de segurança e bateu o rosto contra a direção. Na mala do veículo vários objetos que segundo a polícia, produtos de roubo. Celi, seria o articulador dos crimes e o homem que dava o apoio e fuga com os objetos de roubos. Uma espécie de atravessador que encaminharia os produtos roubados. Na viatura, ele negou a participação e se diz inocente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *