Fim de semana registra seis mortes violentas

Em frente ao IML os parentes esperavam pela liberação dos corpos. Durante o final de semana, o movimento foi intenso no local. Sete mortes violentas foram registradas entre a tarde de sexta-feira e o início da noite de domingo.

Na BR-364 foi encontrado o corpo de Margarido Pereira da Silva, de 42 anos. Ele, que integrava o grupo que acampou no INCRA, estava desaparecido desde o dia 8 deste mês.

A causa da morte ainda não foi esclarecida, pois o corpo estava em elevado estado de decomposição. Além de homicídio, a polícia também trabalha com a suspeita de uma descarga elétrica. Um fio de alta tensão foi encontrado ao lado da vítima.

Passou também pelo IML, os corpos das vítimas da tragédia registrada na BR-317. O acidente aconteceu no início da tarde de sábado próximo ao município de Capixaba.

A colisão frontal entre dois veículos resultou na morte do casal Francisco Airton Nobre Chaves, de 58 anos, e Cinaura Gerônimo Chaves. No outro carro, uma viatura da Polícia Federal, estava o agente Edgar Rodrigo Cordeiro, que foi socorrido pelo Samu e encaminhado ao Pronto-Socorro.

Ainda na noite de sábado foram registradas mais duas mortes. Danilo de Souza Cáceres, de 25 anos. Ele foi vítima de acidente de trânsito na BR, na região do Tucumã.

Danilo estava internado desde o dia 22 de setembro no Hospital de Urgência e Emergência. Já Ronilson Silva do Nascimento, de 19 anos, foi vítima de homicídio. Ele foi assassinado pelo próprio irmão a golpes de pau.

O crime aconteceu sábado na noite de sábado no ramal Toco Preto, localizado no km 40 da BR-364, entre Sena e Rio Branco. O autor do assassinato, Romário da Silva do Nascimento, foi preso em flagrante.

Domingo à noite aconteceu um acidente fatal na rua Rio de Janeiro, bairro Floresta, onde o motociclista Kleisom Fernandes da Silva, que pilotava uma moto morreu após colidir contra um ônibus.

(Ecimáiro Carvalho)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *