Fronteira registra tentativa de homicídio e mais uma casa invadida no final de semana

Manoel Agreisson de Oliveira Castro, foi golpeado no peito direito. Foto: Alexandre Lima

O final de semana na fronteira do Acre, precisamente na cidade de Brasiléia, registrou mais ocorrências sobre arrombamento de residências e possível confronto de pessoas ligadas a facções criminosas que vem crescendo nos últimos meses.

As autoridades de segurança do Município estão investigando uma tentativa de homicídio por arma branca (faca), ocorrida na noite de sexta para sábado no Bairro Eldorado, quando um homem de 26 anos, identificado como Manoel Agreisson de Oliveira Castro, foi golpeado no peito direito.

A vítima foi resgatada por socorrista dos Bombeiros e levado ao hospital de Brasiléia, onde recebeu os primeiros socorros e ficou em observação. As autoridades estão buscando informações para saber se houve ‘acerto’ entre pessoas ligadas a grupos rivais, uma vez que dois homens abordaram Manoel e efetuaram o golpe. Até o momento ninguém foi identificado e preso.

Já na tarde deste domingo, dia 25, moradores de uma casa localizada no ‘Beco da Graça’, que ligas as ruas Benjamin Constant e Odilon Pratagi, foi alvo de ladrões. Os moradores que pediram para não serem identificados, haviam saído para passear e deixaram a casa fechada.

Segundo informaram, ao retornarem do passeio, depararam com a janela arrombada e a casa revirada. Foi constatado que alguns objetos pessoais haviam sido levados, Tv, bijuterias e cartões bancários, além de revirarem até a geladeira.

Ao retornar do passeio, os moradores se depararam com a janela arrombada e a casa revirada. Foto: Alexandre Lima

“Aqui nunca havia acontecido roubo ou arrombamento de casa. O que está acontecendo em nossa cidade meu Deus? Não podemos mais sair de casa para passear com nossa família que um bandido aparece para levar o que conseguimos com muito trabalho”, desabafou a moradora.

O caso seria registrado na delegacia de Brasiléia e se junta a mais outros que aconteceram durante a semana. Até o momento, ninguém foi identificado e preso.

 

O Alto Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *