Liderança de facção acusada por executar jovem que estava com criança no colo é condenado há quase 70 anos de cadeia

Após quase de 10 horas de julgamento André Nascimento dos Santos, apontado como principal liderança de uma facção criminosa, foi condenado há quase sete décadas de prisão.
Classic, como é mais conhecido e, seu irmão, Anderson Nascimento foram levados a júri popular nesta quinta-feira, 25.
A sessão ocorreu na 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditória Militar do Fórum Criminal, na Cidade da Justiça.
André Nascimento dos Santos foi condenado a 68 anos 9 meses e 12 dias de prisão pela morte da jovem Lucilene da Silva Matos de 18 anos e por quatro tentativas de assassinatos.
Os crimes ocorreram em janeiro de 2017 em frente a uma casa no residencial Jacarandá, região do 2ª Distrito da cidade.
Uma das vítimas foi um bebê, que estava no coloca de Lucilene Matos. A criança foi atingida por um tiro.
Consta na denúncia o grupo de amigos estava reunido quando os bandidos chegaram num carro e abriram fogo.
Lucinele Matos foi atingida três vezes e morreu no local. Segundo a investigação o alvo dos criminosos era o namorado da vítima fatal.
Na mesma sessão, Anderson Nascimento dos Santos foi absolvido das acusações pelo Conselho de Sentença.
Na mesma decisão a justiça negou a André Nascimento o direito de recorrer da sentença em liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *