Publicado em 20 de março de 2013

“Maníaco da Expoacre” acusado de estuprar pelo menos sete mulheres já está atrás das grades

 

O mecânico Nailton Ferreira de Queiroz é acusado de estuprar pelo menos sete mulheres em Rio Branco. Foi em uma empresa de transportes que fica ao lado da Delegacia da Mulher, que o acusado foi preso na manhã desta quarta-feira. Nailton Ferreira de Queiroz, de 32 anos, vinha sendo investigado pela polícia desde dezembro do ano passado.

Ele pode ser o responsável por uma série de estupros ocorridos atrás do Parque de Exposições Marechal Castelo Branco. De sete inquéritos instaurados para apurar os crimes, em cinco deles, Naílton Ferreira foi reconhecido pelas vítimas. Mas existe a suspeita que nos outros dois casos, ele também seja o autor.

Segundo a polícia, Nailton Ferreira, usava um terreno baldio atrás do Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, no Segundo Distrito da capital acreana, para praticar as atrocidades. Agia na região do bairro Vila Acre e adjacência.

A delegada Juliana D´Angelis disse que os modos operantes e a descrição feita pelas outras vítimas são as mesmas. Outro fato que chamou atenção da polícia é que as sete mulheres estupradas disseram que o acusado usava uma farda azul, estilo macacão, a mesma que o mecânico estava usando quando foi preso, além de apresentar um forte cheiro de graxa.

“Para seis mulheres vítimas de violência sexual, praticada pelo mecânico, fica a sensação de alivio em saber que a Polícia Civil conseguiu prendê-lo”, explica a delegada Juliana D’Angeles, que coordena a DEAM.

O criminoso agia no período da tarde e no inicio da noite. Ele abordava as mulheres, principalmente nas paradas de ônibus atraindo-as para seu carro dizendo que fazia lotação. Além do elevado porte físico, o mecânico ameaçava as vítimas com uma faca. A polícia chegou ao acusado após uma das vítimas conseguir anotar a placa de seu carro.

Todas as mulheres vítimas do mecânico foram estupradas atrás do Parque de Exposições. Por essa razão, ele passou a ser chamado de “Maníaco da Expoacre”. A delegada Juliana D´Angelis informou ainda que em duas situações, o acusado chegou a utilizar uma caminhonete Hilux. A polícia não descarta o envolvimento de Nailton Ferreira em outros estupros e tentativas.

Uma das vítimas, uma jovem de 23 anos, foi violentada pelo maníaco há cerca de duas semanas quando caminhava na Via Chico Mendes após sair da escola e foi rendida pelo acusado que estaria em um veículo de cor verde. A abordagem do acusado ocorreu por volta de 20 horas.

“Eu caminhava em direção ao bairro Santa Inês onde moro, quando ele parou o carro na Via Chico Mendes e me fez uma pergunta que não entendi. Quando me aproximei para ouvir melhor, ele puxou os meus cabelos, abriu a porta do carro e me arrastou para dentro. Em seguida me levou até um terreno baldio onde fui violentada e permaneci o tempo inteiro com uma faca no pescoço” contou a jovem.

Todas as vítimas foram abordadas na região da Via Chico Mendes. Em alguns casos estavam em pontos de ônibus. O acusado parava o veículo oferecendo corrida como lotação e todas as mulheres foram levadas para um terreno atrás do Parque de Exposições Marechal Castelo Branco.

Em alguns casos o estuprador agiu a luz do dia, pois pelo menos três ocorrências foram registradas no horário entre meio dia e uma hora da tarde. Supostamente era o horário do intervalo de almoço do suspeito.

“Se alguma outra mulher que foi vítima de estupro reconhecer o acusado, mesmo que ainda não tenha registrado a ocorrência deve comparecer a DEAM e formalizar o reconhecimento. Até agora das seis que registraram o reconheceram formalmente” afirmou a delegada Juliana.

 

(Ecimáiro Carvalho)

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)