Marido que jogou água fervendo na mulher é levado para o presídio de Sena

Um dia após ter a prisão preventiva decretada pela a justiça, o autônomo Jessé Saldanha Nogueira de 35 anos, se entregou a Polícia Civil.

Jessé foi preso pela a acusação de jogar água fervendo nas pernas e partes íntimas da esposa Agerlândia Miranda de 25 anos.

O crime aconteceu no último dia 12, no interior da residência do casal, localizada no Bairro do Bosque, em Sena Madureira.

De acordo com a polícia toda a ação foi premeditada e, aconteceu na frente das três filhas da vítima, entre elas, uma criança de 2 anos, que também é filha de Jessé.

O ato extremo   teria sido motivado por ciúmes. Jessé  não aceitava o fim do relacionamento. No dia 15 quando foi interrogado pelo o Delegado Marcos Frank, o autônomo  disse, que tinha ocorrido  um acidente, quando derramou água quente na esposa. A versão foi negada pela a família e pela a vítima.

No último sábado (23), a pedido do Delegado Marcos Frank, responsável pelo o inquérito, o Juiz da Vara Criminal de Sena Madureira Fábio Farias, decretou a prisão preventiva de Jessé.

No último sábado (23), a pedido do Delegado Marcos Frank, responsável pelo o inquérito, o Juiz da Vara Criminal de Sena Madureira Fábio Farias, decretou a prisão preventiva de Jessé.

No fim da manhã de domingo (24) o acusado entrou em contato com um policia civil e , se apresentou na Delegacia da Cidade.

Após receber voz de prisão, realizou exame de corpo deleito no Hospital João Câncio Fernandes e foi encaminhado para o presidio Evaristo de Moraes. A vítima, Agerlândia Miranda, que sofreu queimaduras de terceiro grau, continua internada no Hospital de Base, em Rio Branco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *