No amanhecer do dia: Jackosn Marinheiro é preso; ex-diretor da Emurb descumpriu medida cautelar

Eram seis horas da manhã deste sábado (30), quando Agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), chegaram ao residencial Green Garden, na Estrada do São Francisco.

O alvo do GAECO, era o ex-diretor presidente da Emurb Jackon Marinheiro, que foi localizado em seu apartamento e, na sequência recebeu voz de prisão . O mandado de prisão preventiva foi expedido pelo o Juiz da quarta vara criminal, a pedido do Ministério Publico Estadual.

Jackon Marinheiro, foi preso, por descumprimento de medida cautelar. De acordo com a investigação do GAECO, o ex-diretor da Empresa de Urbanização de Rio Branco, teria vendido mais de 600 cabeças de gado, sem autorização judicial e sem GTA (Guia de Transporte Animal).

O gado foi retirado de uma fazenda de Marinheiro, localizada na região do município de Feijó. A propriedade, faz parte dos bens, sequestrados pela a justiça.

Segundo informações, quando a justiça decretou o sequestro da fazenda, tinha mil cabeças de gado no local. Mas em uma nova inspeção feita pelo o Ministério Publico Estadual, foi constada que tinha apenas 350 animais.

Jackon Marinho, foi apontado numa investigação do Ministério Publico Estadual, como o principal responsável, pelo o desvio de 7 milhões da Emurb.

Ele chegou, a ser preso, durante a terceira fase da Operação Midas, mas atualmente, respondia o processo em liberdade, tendo que cumprir medidas cautelares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *