PF prende suspeitos de crimes eleitorais em Cruzeiro, deputados eleitos estariam entre beneficiados

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta (20/12) a Operação Sufrágio, para investigar esquemas de compra de votos, transporte irregular de eleitores e outras infrações relacionadas às eleições de outubro de 2018.

Investigações iniciadas a partir daí, apontaram indícios de que ao menos três candidatos de Cruzeiro do Sul tenham sido beneficiados pela compra de votos, sendo que dois deles efetivamente foram eleitos.

Na deflagração, foram cumpridos três mandados de prisões temporárias e oito mandados de busca e apreensão em residências dos investigados e na Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul.

Dentre os presos, está o cabo eleitoral da campanha de um deputado eleito pelo Acre. Há evidências de que ele teria ofertado lotes, produtos de supermercados, combustível, serviços de saúde e até expedição de carteiras de habilitação para os eleitores. Alguns dos investigados chegaram a custear de forma irregular os gastos de campanhas, bem como fornecer produtos alimentícios e botijões de gás em troca de votos.

Além das buscas, a polícia ouve diversas testemunhas em busca do esclarecimento dos fatos. Todos os mandados foram cumpridos com sucesso, inclusive os de prisão. Os presos serão encaminhados para a Unidade Prisional Manoel Nery, em Cruzeiro do Sul.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *