Publicado em 19 de abril de 2013

Polícia Civil prende dois por tráfico e apreende droga e armas no Defesa Civil

Investigadores da 5ª Regional de Polícia Civil (Xavier Maia), sob o comando do delegado José Barbosa de Moraes, deram cumprimento na manhã desta sexta-feira, 19, a quatro mandados de busca e apreensão, autorizados pela justiça, em diferentes alvos, no Bairro Defesa Civil. Na ocasião, os policiais prenderam em flagrante o amazonense Izaías Calado da Costa, 24, e apreenderam um adolescente de 15 anos. Izaias!

Durante as buscas a polícia apreendeu um simulacro de pistola ponto 40 (usada na prática de assaltos), duas faca de caça, três pacotes de cocaína e nove trouxinhas da mesma droga. As buscas foram realizadas com o apoio de policiais militares do 5º Batalhão, comandado pelo major Estephan Barbary, inclusive homens do serviço reservado da corporação.

O adolescente contou em depoimento que começou a vender droga aos 11 anos. Ousado, revelou que já havia sido conduzido à delegacia por tráfico de droga, mas que nunca teria sido internado em unidades socioeducativa. “Na minha área só eu vendia droga e, isso eu fazia na pracinha do bairro”, disse o menor.

Segundo o delegado José Barbosa, essa ação da Polícia Civil foi articulada pela delegada Maria Lúcia Jaccoud (coordenadora da 5ª Regional), ajustada nas diretrizes do secretário de polícia Emylson Farias, que determinou enfrentamento forte aos crimes contra vida, tráfico de droga e crimes conta o patrimônio evidenciado nas operações Albatroz I e II. “Nós realizamos buscas autorizadas pela justiça, na intenção de alcançarmos a arma usada para matar Luciano de Oliveira Medin, 22, assassinado a tiros, no último dia 2”, observou o delegado.

Além da morte de Luciano Medin a polícia descobriu que uma mulher identificada por “Fafá”, que se encontra hospitalizada com nove facadas, decorreu de uma contenda entre duas gangues que agiam no Defesa Civil. “Esses grupos estão desmontados. A Polícia Civil restabeleceu a ordem na comunidade, prendendo parte de seus integrantes e outros estão com as prisões decretadas”, destacou Barbosa.

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)