Polícia prende mototaxista – marido da engenheira civil encontrada morta dentro de caixa d’água

foto 2Dez dias depois que a engenheira civil do Imac, Silvia Raquel Mota Queiroz, de 40 anos, foi encontrada morta dentro da caixa d’água de sua própria residência, o principal suspeito do crime foi preso.

O mototaxista Geane Justo de Freitas, 44 anos, marido da vítima, teve a prisão decretada na tarde desta quinta-feira, 28, pelo juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri.

Na delegacia da Mulher, Geane escondeu o rosto e evitou falar com a imprensa. Para a delegada do caso, Juliana de Angelis, ele negou a autoria do assassinato. O mototaxista foi preso na mesma casa onde Silvia Raquel foi encontrada morta. Residência localizada na rua B, loteamento Céu Azul, no bairro Vanderlei Dantas.

No dia em que a engenheira civil, que também era professora universitária foi morta, colegas de trabalho disseram que ela estava separando do marido. A polícia não descarta a participação de uma terceira pessoa no crime. As investigações continuam até a conclusão do inquérito.

 

foto 4 foto 1
foto 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *