Presa e assassinada por colegas de cela na Unidade Feminina de Rio Branco

A presa Jamilly Ferreira Barbosa, que respondia processo por roubo, foi assassinada na manhã deste domingo,22.

O crime aconteceu em uma das celas da ala feminina do presidio Francisco de Oliveira Conde.

         Segundo informações Jamilly teve os pulsos cortados por duas colegas de cela. A detenta Ana Clara, que cumpre pena por homicídio, e apontada como uma das suspeitas do homicídio.

         De acordo com a investigação o crime foi motivo por pequenas desavenças entre as reeducandas. Apenas a vítimas e as autoras do assassinato dividiam o espaço.

         As duas acusadas do crime foram encaminhadas para a Delegacia Central de Flagrantes da Polícia Civil.

         A vítima foi presa em flagrante em 26 de julho de 2016, após executar um roubo em Plácido de Castro.

         No dia 21 de setembro deste ano, médicos e peritos do Instituto de Criminalística da Polícia Civil, apontaram que Jamilly tinha problemas mentais.

         Um laudo pericial psiquiátrico revelou que quando Jamilly praticou um assalto em Plácido de Castro, ela estava privada de plena capacidade de entender o ato criminoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *