Publicado em 24 de março de 2019

Preso por peculato ex-diretor de transportes da Polícia Civil passa a ser monitorado por tornozeleira eletrônica

O ex-diretor do setor de transportes da Polícia Civil, Dirceu Hudson Moura da Silva, preso em flagrante por peculato na modalidade apropriação, passa a ser monitorado por tornozeleira eletrônica.
A decisão foi do juiz da segunda vara criminal Robson Aleixo. Ele terá que utilizar, o aparelho pelo o prazo de 90 dias ou até a prolação da sentença.
O Magistrado determinou ainda, que o ex-gestor, cumpra uma serie de medidas cautelares. Entre elas, o comparecimento semanal, pelo o prazo de 180 dias, a Central Integrada de Alternativas Penais.
Além disso, Dirceu Hudson, terá que informar e justificar suas atividades, proibição de muda de residência ou ausentar-se dela por mais de 7 dias sem previa comunicação ao juízo.
As outras medidas cautelas estabelecem: A proibição de frequentar bares, boates e estabelecimentos do gênero, recolhimento domiciliar, no período noturno, entre 19h e 6 horas da manhã e nos dias de folga.
O homem, que comandou todo o setor de transportes da Polícia Civil, foi preso na última terça-feira (19), após ter sido flagrado, com uma motocicleta, que tinha sido apreendida.
O veículo, que deveria está no deposito da instituição, localizado na Vila Acre, estava com Dirceu Hudson, desde o dia 28 de Dezembro do ano passado, último dia como gestor.

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)