Sena de luto: Sai de Cena professor Hermano Filho, um amante do esporte

Professor Hermano, passou os últimos momentos da vida,  fazendo o que mais gostava. Jogando   futebol.

Na tarde de quinta-feira (21),  Hermano Costa de 57 anos, compareceu a quadra sintética do Estádio José Marreiro para a tradicional “pelada” de fim de tarde.

Pontual como sempre,  chegou cedo, conversou com os amigos e, formou  o primeiro time. Venceu duas partidas, mas depois deixou  o gramado para descansar. De fora acompanhou , os duelos  seguintes. Antes de retornar  para mais um jogo, comentou com um ex aluno, que estava se recuperando de um dengue.

Pouco tempo depois deixou o local. Pegou sua motocicleta e foi direito para o Hospital João Câncio Fernandes. Ao chegar no pronto socorro reclamou de dores no peito esquerdo.

Acostumado a vencer em campo e na vida, o desportista Hermano Filho, foi vencido por um ataque cardíaco fulminante.

O coração do professor, acostumado com tantas alegrias e emoções,  dentro e fora de campo,  não resistiu, apesar dos esforços da equipe médica.

A morte de Hermano Costa Filho de 57 anos,  deixou a população  triste, a cidade de luto e amigos e familiares abalados.

 

Hermano Costa Filho, funcionário de carreira do INCRA de 1981, faz parte da história de Sena Madureira. Na educação contribui com a formação de muitas gerações, na política teve uma atuação destacada. Foi vereador de 1996 a 2007 e, vice prefeito de 2008 a 2012.

Mas foi no esporte, que deu sua maior contribuição para muitos e muitos jovens. Hermano Filho foi jogador de futsal, de futebol, treinador e por muitos e muitos anos promoveu competições esportivas em várias categorias. Um dos maiores projetos no campo do esporte,  foi o Encontro dos Povos da Floresta.

Durante mais de uma década Hermano Filho, promoveu a maior competição de equipes do interior da região Amazônica.

A família,  era o maior patrimônio do professor Hermano. De filho dedicado, irmão conciliador, tornou-se um pai exemplar, que cuidava e amava com toda intensidade seus “filhotes” como carinhosamente os chamava. O mesmo amor era dedicado ao único e primeiro tempo, o pequeno Willian.

Hermano Filho deixa quatro filhos Amanda, Aline, Yago e Henzo, além   de uma vida, dedicada ao estudo, aos alunos, familiares, a cultural e ao esporte .

Por Ecimáiro Carvalho

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *